Centro de Práticas e Saberes Decoloniais
C.P.S.D.

Experiências indígenas com a escrita: apropriação, impasses, desafios e possibilidades: educação intercultural e “A queda do Céu”

O presente artigo se propõe a dissertar sobre questões que permeiam as experiências indígenas com a
escrita e, então, pontuar suas particularidades e desafios nesse processo. As reflexões propostas
buscam investigar o processo de apropriação da ‘escrita’ pelos povos indígenas, suas atualizações e
transformações. Intentamos compreender qual seria o propósito dessas apropriações e quais os
desafios apresentados neste processo. Ao levantarmos essas questões, analisamos algumas
experiências vivenciadas pelos estudantes indígenas no curso de Licenciatura em Educação
Intercultural Indígena da Universidade Federal de Goiás – UFG, de forma mais específica alguns
aspectos relacionados à escrita do livro A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, apresentado
como uma coautoria entre o antropólogo Bruce Albert e o xamã yanomami Davi Kopenawa; e o
posicionamento de outras lideranças indígenas acerca da importância da escrita e da educação escolar
indígena para os povos indígenas.

autorxs:

Karla Alessandra Alves de Souza
Elias Nazareno

 

A imagem que apresenta o post faz parte da produção de arte indígena contemporânea presente no projeto Retomada Epistêmica (https://retomadaepistemica.hotglue.me/inicio)

 

Pin It on Pinterest

Compartilhar